SETOR DE REPRODUÇÃO HUMANA HOSPITAL DAS CLÍNICAS - HCRP Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - FMRP/USP

Residency Program

DEPARTAMENTO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA – FMRP/USP

ESTÁGIO DE COMPLEMENTAÇÃO ESPECIALIZADA EM REPRODUÇÃO HUMANA – 1 de março de 2015 a 29 de fevereiro de 2016

Preceptor (a): Profa. Dra. Paula Andrea de Albuquerque Salles Navarro

A Residência Médica na área de Reprodução Humana tem duração de um ano e visa oferecer o embasamento teórico e prover os cenários de prática profissional que permitam ao médico estar capacitado para o correto desempenho profissional na área de Reprodução Humana, com ênfase em Infertilidade Conjugal, Reprodução Assistida, Ginecologia Endócrina e Infanto-Puberal, Anticoncepção, Sexualidade Humana e Climatério.

Os objetivos específicos da residência são:

§  Oferecer condições para o diagnóstico e o tratamento da infertilidade conjugal.

§  Fornecer subsídios para a indicação de reprodução assistida, como por exemplo, a inseminação intrauterina, a fertilização in vitro, e a criopreservação de gametas e/ou embriões.

§  Oferecer condições para a indicação da estimulação ovariana controlada.

§  Capacitar o profissional para a realização de monitoramento do desenvolvimento folicular.

§  Capacitar o profissional na captação de oócitos pela aspiração do líquido folicular guiada por ultrassonografia.

§  Capacitar o profissional na transferência intrauterina de embriões guiada por ultrassonografia.

§  Capacitar o profissional a realizar o preparo endometrial para transferência de embriões em diversas situações.

§  Propiciar noções de rotina do Laboratório de Andrologia e Fertilização in vitro.

§  Reconhecer que o planejamento familiar inclui medidas relativas à contracepção e abordagem da infertilidade.

§  Capacitar o médico para realizar o diagnóstico diferencial e abordagem terapêutica das principais etiologias de anovulação crônica.

§  Capacitar o profissional a reconhecer a evolução puberal normal e diagnosticar e conduzir clinicamente as portadoras de puberdade precoce.

§  Capacitar o profissional para realizar o diagnóstico e tratamento das disfunções sexuais femininas e terapia hormonal para os portadores de Disforia de Gênero (transexuais, travestis).

§  Atualizar o médico em contracepção hormonal e não hormonal, capacitando-o a oferecer o método mais apropriado para mulheres com e sem morbidades associadas, nas diferentes fases da vida.

§  Capacitar o médico para o adequado atendimento de mulheres climatéricas, com ênfase para a racionalidade propedêutica, abordagem terapêutica hormonal e não hormonal.